[Resenha] O Morro dos Ventos Uivantes - Emily Bronte



Título: O Morro dos Ventos Uivantes

Autor: Emily Brontë

Editora: Lua de Papel

Páginas: 292

Ano de Publicação: 1947

Adicione: Skoob e Goodreads

Adquira: Saraiva  Amazon  Submarino


O Morro dos Ventos Uivantes (1847), obra-prima da inglesa Emily Brontë, é um dos grandes clássicos da literatura mundial. Adaptado para o cinema inúmeras vezes, a história do amor intenso e turbulento entre Cathy e Heathcliff continua a arrebatar os leitores década após década. A narrativa se desenvolve na região inóspita onde se encontra a mansão que dá nome à obra, e possui traços góticos que aproximarão o leitor moderno. Cathy e Heathcliff desenvolvem, logo que se conhecem, uma afinidade que ultrapassa as convenções sociais, as diferenças de gênero e até a morte.


Estava com esse livro parado aqui em casa fazia uns três ou quatro anos, sem muito interesse em lê-lo. Em minha defesa, a edição não ajuda muito - logo na capa temos em destaque a informação "O livro favorito de Bella e Edward da série Crepúsculo", e OK, eu sei que isso pode ter sido chamativo para diversos fãs de Crepúsculo, mas considerando que Morro dos Ventos Uivantes é um clássico do século XIX, não achei a comparação muito justa - até porque uma história não tem nada a ver com a outra.
Mas deixando os problemas de lado, ao iniciar a leitura do livro, não sabia muito sobre o enredo. Fiquei um pouco surpresa com o rumo que a história tomou, imaginava algo completamente diferente, mas isso não diminui o quanto eu me impressionei com o livro.

A história tem início quando um homem chamado Sr. Lockwood aluga uma casa conhecida como Granja dos Tordos e decide fazer uma visita ao seu senhorio, dono do Morro dos Ventos Uivantes. Acreditando que estava prestes a conhecer um homem formidável, Sr. Lockwood fica surpreso quando conhece Heathcliff. O visitante fica curioso com a situação de seu senhorio: um homem rude e antissocial que vive com um garoto caipira, um criado fanático por religião e com uma jovem lindíssima que é desprezada por todos.

Ao voltar para a Granja, transtornado pelos maus modos dos habitantes do Morro, Lockwood pega uma gripe devido a forte nevasca que enfrentou. Em seu período de recuperação, o homem questiona sua governanta a respeito da natureza de Heathcliff. Por coincidência, a Sra. Dean sabia tudo da vida daquele homem grosseiro que havia causado tanto interesse em Lockwood, a partir de então tem início a narrativa que nasce da história de amor entre Heathcliff e Catherine.
"Meus maiores sofrimentos neste mundo têm sido os sofrimentos de Heathcliff; fui testemunha deles e senti-os todos, desde o começo. Meu maior cuidado na vida é ele. Se tudo desaparecesse e ele ficasse, eu continuaria a existir. E se tudo o mais ficasse, e ele fosse aniquilado, eu ficaria só num mundo estranho, incapaz de ter parte dele. Meu amor por Linton é como folhagem da mata: o tempo há de mudá-lo como o inverno muda as árvores, isso eu sei muito bem. E o meu amor por Heathcliff é como as rochas eternas que ficam debaixo do chão; uma fonte de felicidade quase invisível, mas necessária. Nelly, Eu sou Heathcliff. Sempre, sempre o tenho em meu pensamento. Não como um prazer, porque eu também não sou um prazer para mim própria, mas como o meu próprio ser. Portanto, não fale mais em separação: é impraticável" - página 78.


Quando iniciei o livro achei que estava prestes a encontrar um romance bonito e trágico. A parte do trágico estava certa hahaha

O romance de Emily Bronte trata não da beleza do amor, mas sim das consequências devastadoras que pode trazer. Até que ponto vai o rancor e desejo de vingança de um ser humano em nome do amor? Qual seria o limite entre o amor e a loucura? 

O livro possui a típica linguagem dos clássicos, mas nada muito difícil. Apesar de não ter gostado muito da capa dessa edição da Lua de Papel, a tradução é ótima. Estava dando uma olhada em outras edições e achei a que essa possui a linguagem mais clara.

Apesar de ser uma narrativa lenta, li o livro bem rápido porque me envolvi com os personagens. Não, não posso dizer que cheguei a gostar de algum deles, mas sem dúvida tinha curiosidade acerca de sua história. O talento para escrita da Emily  é louvável, esse livro me deu misto de sentimentos que há muito tempo não sentia pelo livro. Pena, raiva, ódio, compaixão, tudo isso junto e misturado! Uma pena que não tenha publicado outros livros, estou muito interessada em ler as obras de suas irmãs, espero que me surpreendam tanto quanto O Morro.

Da leitura consegui extrair a reflexão: nem a morte alivia um coração apaixonado.

Se vocês gostam de histórias fortes e que nos fazem amar e odiar os personagens ao mesmo tempo, O Morro dos Ventos Uivantes é para você! Vocês já leram? Tem vontade? Me contem nos comentários ♥


43 comentários:

  1. Olá! Tudo bom?
    Eu já li esse livro, mas faz um tempinho, eu gostei muito.
    Realmente trata-e de uma história forte mais incrível.
    O meu livro é aquela edição bilíngue e sempre tive uma queda por essa sua é linda.
    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Eu adorei esse livro, e acho essa edição que vc tem linda! A minha não me agrada muito, pelo menos o conteúdo é bom hahahaa
      Beijos <3

      Excluir
  2. Olá! Tudo bem? Eu sempre quis ler esse livro, mas ainda não comprei... após ler sua resenha, fiquei meio empolgado e agora que muito ler... sempre ouvi coisas boas sobre ele... Ótima resenha :)
    By: Caio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Se você tiver oportunidade leia sim, é uma ótima experiência. E muito obrigadaaaa!!

      Excluir
  3. Olá! Sempre tive curiosidade para saber mais sobre esse livro, ele já esteve na minha lista de compra por diversas vezes mas sempre acabava desistindo de comprá-lo, porque nunca tinha visto ou ouvido nenhuma opinião a respeito dele. Agora confesso que fiquei bem menos receosa em relação a ele...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Jessiane!
      Se você tiver oportunidade de comprar, vale bastante a pena. A história é ótimo e tem tantas edições lindas que, mesmo que vc não curta o livro, elas ficam lindas na estante hahahaha
      Beijos!

      Excluir
  4. Oi Karine,
    Estou com uma edição bilingue desse livro na estante e ainda não tomei coragem para ler. Acho que ainda não estou inspirada.
    bjs

    Amor Por Livros
    http://amo-o-livros.blogpot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii Renata!
      Acho a edição bilíngue linda, estou vendo para comprá-la rs
      Olha, eu demorei um pouco para tomar coragem (mais ou menos 4 anos kkkkkkk) e não me arrependo. Espero que vc se inspire, é um livro muito bom.
      Beijoss!

      Excluir
  5. Hey
    Que resenha maravilhosa. Sabia um pouco do livro, mas agora me deu vontade de ler ele.
    Quero muito ler.
    Abraço
    Folha de Pólen

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, tudo bem?
      Fico feliz que tenha gostado! É um ótimo livro mesmo, recomendo.

      Excluir
  6. Heeeey!
    Que resenha enriquecedora.
    Também tenho este livro na estante há uns 2 anos e ainda não consegui ler rs...
    Vejo várias resenhas positivas assim como a sua, preciso criar coragem de lê-lo.

    Parabéns pela resenha.
    É legal quando um livro nos enriquece né?

    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Gabriela!
      Eu demorei um pouco (só 4 anos kkkkkk) para enfrentar esse livro, mas não me arrependo nenhum pouco de ter lido. É um ótimo livro, acredito que vale a pena tentar.
      Muito obrigada, fico feliz que tenha gostado <3

      Excluir
  7. Oii
    Para ser sincera, nunca tive interesse na obra. Comecei uma vez a assistir ao filme e não cheguei a ver meia hora dele, o que me desanimou de vez para qualquer tentativa de leitura. Sim, eu sei que adaptações não chegam a 30% dos livros, mas, eu não sou muito chata com estas coisas e sempre acabo gostando de ambos (ou odiando) então, não, não tenho interesses na obra. O fato de ser um clássico também pode ter afetado a minha vontade de ler. hahha

    Vícios e Literatura

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiii Carolina!
      Nunca vi o filme então não posso opinar muito sobre. Mas para ser sincera, acho que não gostaria do filme também hahaha minha tolerância para filmes é exorbitantemente menor do que para livros - uma narrativa lenta até vai, agora filme parado não rola não.
      Beijos!!

      Excluir
  8. Ainda não li esse clássico, mas tenho vontade, especialmente porque ele é bastante citado em filmes e séries.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Simm, ele alvo de muitas referências em outros lugares. Se vc tiver oportunidade leia sim, é um ótimo livro.
      Beijoss!

      Excluir
  9. Oiii Karina tudo bem?
    Eu fiquei apaixonada pela sua resenha menina, principalmente por possuir traços góticos, sei que seria uma ótima pedida, pois ainda não o li e nem assisti aos filmes relacionados a ele, ótima dica.
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  10. Esse é um clássico que ainda não li. É uma referência, mas ao mesmo tempo eu não sabia do que se tratava. Pela linguagem e pelas descrições, é uma obra claramente romântica (no sentido de corrente literária). Embora tenha algumas dificuldades com certos exageros sentimentais do período, sobretudo nos romances (na poesia, não me incomodam), fiquei com mais vontade de o ler agora, depois de ler sua resenha e saber que tipo de história me espera!
    Beijos,
    Ensaio Aberto - Teofilo Tostes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Só dois comentários que acabei me esquecendo de fazer:
      1- Na descrição geral do livro, logo no início, a data saiu com um errinho. Está 1947.

      2- Acabei de dar uma olhada geral e gostei do seu blog! :)

      Bjs

      Excluir
  11. Ja comecei a ler esse livro uma vez e abandonei a leitura.
    Desde então eu vivo enrolando , pensando em dar uma nova chance para a leitura.
    Mas pelo pouco que eu li ja havia percepido que não tinha nada haver com o Crepusculo
    Eu não comecei a ler "O morro dos ventos uivantes" por causa da saga da Bell e Edward , mas por ter ouvido um comentario sobre ter ligação com a saga eu ficava esperando aparecer um monte de vampiro do nada na epoca e isso me desanimou ainda mais com a leitura 😂😂😂😂

    Beijos
    Meu mundinho quase perfeito

    ResponderExcluir
  12. Oi Karina,
    já ouvi falar desse livro, mas não dei muita bola. Porém, depois de ler sua resenha decidi inclui-lo na minha lista de leituras.
    Adoro tuas resenhas, as sugestões - sempre boas - aqui do blog.

    Depois de ler a tua resenha, fiquei pensando sobre o limite entre o amor e a loucura... E as loucuras de amor!

    Parabéns pelo teu trabalho, você é uma blogueira que eu super respeito, adoro o que você escreve.

    Um abraço, Dieison, Rio Grande do Sul.

    ResponderExcluir
  13. Oi, Karina! Olha, realmente é revoltante que o marketing em cima de um clássico maravilhoso desses seja a referência a Crepúsculo. Eu li esse livro há mais de 10 anos e ainda me lembro (não com detalhes, claro) das impressões que ele deixou em mim. Foi um dos livros mais marcantes da minha vida, a intensidade de sentimentos tão opostos. Aliás, tudo é intenso, a trama, os personagens, o romance, o ódio... é um livro inesquecível.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Oi. Tudo bem?
    Eu nunca tinha lido nada sobre o livro é bem conhecia a sua história. Apesar disso, a capa dele já é conhecida b antiga minha. Já várias vezes. Eu gosto de histórias trágicas e quando o amor está nesse relação, fico mais interessado. Parece ser um livro que vai me agradar. Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve. Já anotei aqui e estou ansioso para conhecer mais sobre a história. Espero valer a pena. Não poderia deixar de parabenizar pela resenha, ela ficou fascinante. Eu adorei. Parabéns.

    Abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oi Karina, como vai?
    Eu tinha sua idade quando li o livro pela primeira vez, e me lembro como se fosse ontem das minhas reações. Fiquei extremamente chocada e apaixonada, tudo ao mesmo tempo, com, basicamente, as mesmas impressões que você. Até hoje, é um de meus favoritos, e toda vez que o leio, tenho alguma impressão nova. Fico feliz que tenha se surpreendido com ele! Muito legal a resenha.

    prateleiradevidro.wordpress.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!

    Ainda não li esse, mas li Crepúsculo e... deixa pra lá. Não sou fã das irmãs, mas sei de sua importância pra literatura. Que bom que curtiu a leitura!

    ResponderExcluir
  17. Oi Karina, tudo bem?

    Fico tão feliz quando alguém ler este livro e consegue se envolver, gostar do que está escrito nas páginas. Sou apaixonada por esse livro por toda a intensidade e lições que ele pode nos trazer. O amor pode criar um ódio em seu local e pode ser devastador, infelizmente. Li esse livro por causa do Crepúsculo e não me arrependo em nada. Também tenho essa edição e adoro a tradução!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  18. TÔ LOUCO POR ESSE LIVRO HÁ TEMPOOOS! Que resenha incrível! *-*

    Abraços.
    Alex, do Um Bookaholic. <3

    umbookaholic.com | Canal | @umbookaholic: Twitter | Instagram

    ResponderExcluir
  19. Oiê!!
    Adorei sua resenha!! Tentei ler esse livro quando tinha a sua idade, mas falhei miseravelmente na missão, agora, mais velha, vamos ver se consigo concluir essa história que parece ser tão maravilhosa *____*

    ResponderExcluir
  20. Já tem um tempo que ganhei esta versão, mas não li ainda. Tenho receio por conta desta lentidão da narrativa. Mas tenho que perder este medo né, pela sua resenha acho que vale a pena arriscar.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  21. esse livro é perfeito. li há anos uma edição emprestada. tenho que comprar a minha e reler. concordo com tudo o que você disse sobre o livro, ele é sobre o ônus do amor, a ruína que também pode causar.

    ResponderExcluir
  22. Olá!
    Ja vi o filme desse livro, mas confesso que não tenho a menor vontade de fazer a leitura dele.
    Não foi uma obra que despertou meu interesse, achei lento demais ja no filme e no livro certamente abandonaria.
    Sobretudo suas considerações estão muito bem feitas.
    Beijos!

    Camila de Moraes

    ResponderExcluir
  23. Eu ainda não li esse livro, mas sempre tive curiosidade. Não sei bem se a leitura seria agradável ou bem aproveitada por mim, mas sei que em algum momento eu vou ler para tirar as minhas próprias conclusões. Gostei de ler a sua resenha.

    ResponderExcluir
  24. Olá, tudo bem?
    Eu amo esse livro. Li ele a anos atras e sempre que posso releio. É lindo imaginar de onde a Emilly tirou inspiração para uma obra maravilhosa como essa se ela vivia tão reclusa em si. Não é a toa que O Morro dos ventos Uivantes é um classico, eu diria que ele é uma leitura obrigatória.
    Parabéns amei a dica e a resenha
    beijos

    ResponderExcluir
  25. Oie,

    Devo confessar que nunca li esse livro.
    Minha mãe e sogra o adoram, e tenho uma amiga que diz sempre que devo ler. Mas ainda não sei porque eu resisto em lê-lo. Não gosto muito de romances e acho que isso me desanima um pouco na leitura.
    Beijos

    PS: Esqueci de comentar antes... Amei o seu blog e o tema outono. ;)

    ResponderExcluir
  26. Simmmm, esse livro antigo foi reeditado quando Bella Swan indicou tão veementemente a obra, bom para quem recebe os lucros da falecida autora, ruim para quem comprou e não tem costume de fazer esse tipo de leitura, que não é para qualquer um.

    Eu li a obra pela indicação da Swan, mas também porque já vinha lendo romances antigos e também senti tudo o que você sentiu. É uma obra e tanto, feliz aqueles que conseguiram ler até o final, também tenho vontade de ler as obras das irmãs, iniciando talvez por Jane Eyre de Charlotte Brontë. Beijos

    www.viagensdepapel.com

    ResponderExcluir
  27. Oiii!

    Eu confesso que se eu lesse que algo sobre crepusculo também ficaria com pé atrás... Mas sempre vi boas resenhas e elogios para essa obra, então me arriscaria.
    Gostei de saber sua opinião e fiquei mais animada para ler!

    beijinhos,

    ResponderExcluir
  28. Eu tentei muito terminar esse livro, mas a personagem principal me deixou muito nervosa. Abandonei, confesso. Mas eu quero muito retomar.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  29. Hey!
    Já ouvi muito sobre o livro, confesso que já peguei na biblioteca algumas vezes na esperança de lê-lo mas nunca consegui sequer iniciar. Gostei muito da resenha mas vou passar essa dica.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  30. Eu conheço a história, mas nunca li. Também vi a adaptação. Eu gosto da proposta dessa narrativa. Quero ainda ler em uma edição bonita e com ótima tradução. Acho que é uma obra que vale muito termos na estante.

    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Oie
    nossa, esse sim é o tipo de livro que tenho que tomar mt coragem para ler pois provavelmente será um dos mais dificeis, mas adorei sua resenha

    beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  32. Olá, tudo bem? Ainda não tive oportunidade de ler o livro, mas sempre tive vontade justamente por causa de Twilight hehe Mas sei que ele é um clássico e nada paralelo ao universo de vampiros, porém a forma que a Bella fala dele chama a atenção. Gostei da suas palavras e com certeza dá para sentir só pela capa que será trágico mesmo heheeh
    Beijos,
    diariasleituras.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  33. Quero muito ler mais clássicos, e esse está na minha lista. Mas preciso me organizar e ver como vou fazer rs. Ele realmente tem ar bem trágico haha
    www.belapsicose.com

    ResponderExcluir
  34. Oi, tudo bem?
    Já faz alguns anos que li este livro e pouco me lembrava do enredo, só que gostei, já está na hora de reler!
    BJs

    ResponderExcluir